Categorias:

[SÉRIE DEMANDAS] Conheça os diferentes tipos de demandas do marketing

Compreender as oito demandas do marketing é necessário para mapear latências e auxiliar em um planejamento estratégico mais funcional.

Entender as diversas demandas do mercado é fundamental para todo especialista de marketing, empresário ou dono de empresa. Realizar pesquisas de mercado para coletar estudos, dados e informações relevantes sobre determinadas áreas, e identificar setores mais rentáveis, é uma parte crucial da rotina empresarial para lançar novos produtos ou serviços. As pesquisas de marketing podem envolver diversas abordagens, incluindo análise de big data, estudo de tendências, pesquisa boca a boca, surveys, observação da concorrência, dentre outras opções.

Para facilitar esse processo, existe um conceito conhecido como “oito demandas do marketing”, que serve para auxiliar na compreensão das demandas existentes e como elas podem ser aplicadas ou corrigidas estrategicamente.


O que – e quais são – as oito demandas do marketing

No âmbito do marketing, “demanda” se refere à quantidade de procura por produtos no mercado. Vários fatores podem influenciar a demanda, como necessidade e desejo dos consumidores, sazonalidade, tendências e concorrência.

Para melhor compreensão e planejamento estratégico, as demandas são divididas em oito grupos distintos; ao identificar em qual grupo um produto ou serviço se encaixa, é possível desenvolver campanhas de marketing direcionadas.

A seguir, são apresentados os oito tipos de demandas do marketing, juntamente com exemplos de cada uma delas.


1. Demanda irregular

A demanda irregular se refere a situações em que a procura por um produto ou serviço varia de acordo com um determinado período de tempo, como uma estação do ano, um mês específico ou até mesmo um horário de venda.

A seguir estão alguns exemplos de demanda irregular:

  • Lojas de moda praia que vendem mais durante o verão;
  • Chocolates e ovos de Páscoa que são mais procurados durante a Páscoa;
  • Aumento nas vendas de sorvete no verão;
  • Vestidos de noivas no mês de maio;
  • Refeições vendidas em horários de almoço.

Para lidar com demandas irregulares, é necessário elaborar estratégias de marketing para promover a venda contínua do produto. Uma das estratégias mais utilizadas é a realização de liquidações promovidas pelas lojas.


2. Demanda negativa

Na situação de demanda negativa, um produto ou serviço é indispensável, mas o seu consumo é relutante, pois não é motivado pelo desejo ou prazer do usuário. Muitas vezes os usuários até preferem tomar medidas preventivas para evitar a compra ou uso desses serviços.

Alguns exemplos de demandas negativas:

  • Serviços médicos e hospitalares;
  • Medicamentos e vacinas;
  • Odontologia;
  • Plano de saúde;
  • Seguro de vida.

Para lidar com essa demanda, é necessário humanizar o serviço e apresentar suas vantagens de uma maneira que ressignifique a percepção do público sobre ele. O marketing pode ajudar a mudar essa perspectiva, proporcionando uma experiência positiva ao consumidor e mostrando a importância do produto ou serviço para o bem-estar geral.


3. Demanda indesejada

A demanda indesejada é diferente da demanda negativa. Na demanda negativa, o produto é útil para o cliente, mas o cliente não o quer, enquanto na demanda indesejada, o produto não é útil para o cliente, mas o cliente o exige.

Alguns exemplos de demandas indesejadas:

  • Cigarro;
  • Bebidas alcóolicas;
  • Armas de fogo;
  • Produtos piratas;
  • Alimentos que faz mal à saúde;
  • Jogos de azar.

O marketing tem o papel de desestimular o consumo desses produtos indesejados, tornando-se um aliado do governo, que geralmente regula a publicidade desses produtos e suas campanhas.



4. Demanda latente

Esse tipo de demanda surge quando uma grande quantidade de consumidores apresenta uma necessidade forte que nenhum produto existente no mercado é capaz de suprir. Identificar essa demanda normalmente é o catalisador para a criação de grandes invenções e inovações.

Exemplos de demandas latentes:

  • Todo tipo de necessidade não-resolvida, como encontrar soluções definitivas para a recuperação do meio ambiente.

Para atender a demandas latentes, a estratégia de marketing envolve realizar pesquisas de mercado para compreender as necessidades não-atendidas da população, e investir no desenvolvimento de inovações para supri-las.


5. Demanda inexistente

Nesse tipo de demanda, as empresas lançam produtos ou serviços pensando que há demanda pelo produto no mercado, mas, na realidade, não há. Também ocorre quando um produto está muito à frente do seu tempo – o público alvo ainda não reconhece a necessidade daquilo, e não se abre para uma nova experiência.

Exemplos de demandas inexistentes:

  • Produtos que não resolvem um problema ou não atendem a uma necessidade real dos consumidores;
  • Tecnologias que fracassaram, como Blackberry, Windows Phone ou Google Glass;
  • Produtos complexos demais, sendo de difícil utilização e rejeitados pelos usuários;
  • produtos e serviços que são simplesmente muito caros e não estão acessíveis para a maioria das pessoas.

A estratégia de marketing para demandas inexistentes envolve a criação de conexões entre as vantagens oferecidas pelo produto e as necessidades e interesses das pessoas, de modo a torná-lo conhecido e desejável para os consumidores.


6. Demanda plena

A demanda plena se refere a uma situação em que o produto ou serviço se tornou fundamental para a vida do consumidor, que não consegue mais viver sem ele. Nesse caso, a demanda já atende ao potencial de oferta da empresa.

Exemplos de demandas plenas:

  • Internet móvel e Wi-Fi
  • Smartphones
  • Medicamentos
  • Energia elétrica
  • Serviços de educação básica

A estratégia de marketing para demandas plenas é manter o interesse do consumidor pelo produto ou serviço, o que pode ser alcançado por meio de ações de fidelização, investimento em inovação e melhoria contínua do produto, bem como campanhas publicitárias que reforcem os benefícios e a importância do produto na vida do consumidor.


7. Demanda excessiva

Podemos descrever a demanda excessiva como a situação em que a procura por um produto ou serviço é maior do que a capacidade da empresa para fornecê-lo. Isso pode resultar em uma escassez de oferta, aumento nos preços e insatisfação dos consumidores que não conseguem adquirir o que desejam.

Alguns exemplos de demandas excessivas:

  • Eventos musicais ou esportivos lotados;
  • Restaurantes com longas filas de espera;
  • Atraso na entrega de delivery após súbito aumento de pedidos;
  • Produtos de edição limitada esgotados rapidamente.

A estratégia de marketing para essa demanda pode envolver a ampliação da capacidade de produção ou oferta do produto ou serviço, a fim de atender à exigência do mercado.


8. Demanda em declínio

A demanda em declínio ocorre quando a procura por um produto ou serviço está diminuindo, mesmo que ainda haja demanda por ele. Essa situação pode levar à obsolescência do produto. É comum que todas as empresas tenham que lidar com esse tipo de demanda em algum momento.

Alguns exemplos de demandas em declínio:

  • Queda da procura por câmeras analógicas após a popularização das câmeras digitais;
  • Diminuição da demanda por CDs e DVDs devido aos serviços de streaming;
  • Queda na assinatura de revistas e jornais com o aumento dos portais de notícias online.

Nesta ocasião, as equipes de marketing devem analisar as razões por trás da queda na procura, e desenvolver estratégias inovadoras para reverter a situação, ou até mesmo investir em produtos ou serviços que possam substituir o produto em declínio, modernizando a marca.


Expertise para acelerar resultados

Compreender os diferentes perfis de demanda de marketing pode ser desafiador – e implementá-los com sucesso em um mercado altamente volátil pode ser ainda mais difícil. Felizmente, empresários podem contar com a ajuda de consultorias especializadas em aplicar estratégias de marketing de forma precisa e resolutiva para os negócios.

A Aceleradora N1 é uma aceleradora de vendas que já ajudou várias marcas a melhorar seus resultados ao aplicar estratégias de marketing, design e vendas. Conheça alguns dos cases de sucesso da AN1 e fale com um de nossos especialistas hoje mesmo.

Compartilhe esse post:

Acelere!

Converse com nossos especialistas e entenda como a Aceleradora N1 pode transformar o marketing e vendas da sua empresa, lhe ajudando a fazer a diferença no mercado. Vamos acelerar juntos!